21 de junho de 2009

Sobre o Amor



O ser humano sempre começa
de uma maneira equivocada.
Deparam-se com as exigências
que pede o Amor, e desistem de
prosseguir, antes mesmo de
propriamente conhecer o Amor.

Se conhecessem o Amor antes
de fixar suas atenções para as
exigências, elas tornariam-se
fardos levissímos.
Quem tem uma experiência
com o Amor, não quer outra
coisa, a não ser viver esse Amor.

Equivocados com uma falsa
liberdade prendem-se com o
que é inútil e não edifica.
Contudo, tornam-se amor de
palavras e não de coração.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz.

"Deus é amor." I Jo 4,8
Postar um comentário