28 de março de 2014

Delicadezas de Deus



Convento de Santo Antônio - Largo da Carioca - RJ.
Nunca duvide da delicadeza de Deus em sua vida!

        Hoje tive um encontro com Jesus na confissão. Fui ao Convento de Santo Antônio, no Largo da Carioca, após o horário do almoço e, mais uma vez experimentei a misericórdia de Deus no sacramento da penitência. Um padre chamado Almir fez às vezes de Jesus, não apenas no rito do sacramento, mas também em seu acolhimento e docilidade, consegui vislumbrar em seu semblante o rosto de Nosso Senhor e em seu olhar a misericórdia infinita de Deus por mim. 

       Embora eu estivesse envolto a meus erros e limitações, ele foi amável e conseguiu transmitir todo o amor de Deus pra mim, pecador. Absolveu-me, orientou-me e fez uma oração que despertou, ainda mais em meu coração, o profundo anseio pela santidade. Ainda como se não bastasse, elogiou-me dizendo que eu tinha um olhar de amigo, com um abraço acolhedor  despediu-se. Foi um momento de muito graça, amor e misericórdia. Só posso agradecer e ser fiel a Deus.

       Com esse breve testemunho encorajo as pessoas que estão afastadas da confissão e da Eucaristia a buscarem esses sacramentos. Sem dúvida, a quaresma é um tempo propício para entregar no coração de Deus nossas misérias e voltar para seu Amor.  Cura D´arc  dizia que “o confessionário é o único tribunal que você entra culpado e sai absolvido”, é muito misericórdia de Deus por nós. 

       Você pode até sentir vergonha em falar seus "vacilos" para o padre, porém a paz e a liberdade, além do perdão de Deus, depois da confissão é uma graça extraordinário.
O papa Francisco recentemente disse que “Deus não se cansa de nos perdoar, nós é que nos cansamos de pedir perdão”. Só é perdoado quem pede o perdão, quem não busca o perdão de Deus, através deste lindo sacramento, carrega um peso nos ombros e vai se tornando uma pessoa amargurada.
Ainda há tempo de recorrer à misericórdia de Deus, confessar-se sem medo, essa é a hora, pois a Palavra de Deus nos exorta: “Buscai o Senhor, já que ele se deixa encontrar; invocai-o, já que está perto. (Isaías 55, 6).
Postar um comentário