14 de setembro de 2014

Falsa imagem da Dom Orani circula nas Redes Sociais

          Faltando menos de um mês para a realização do primeiro turno das eleições o “vale tudo” na internet já está repleto de boatos, mentiras e manipulações de fatos e fotos. Em um desses boatos, o Cardeal Dom Orani João Tempesta, arcebispo da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, foi alvo de internaltas mal intencionados que desejam influenciar na campanha dos candidatos à presidência da Republica.
         Em uma das imagens que circulam na internet Dom Orani aparece ao lado dos candidatos do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Marina Silva e o vice Beto Albuquerque, que por conta própria, na última sexta-feira (12), visitaram o Cardeal. Assim também não foi diferente com o candidato Aécio Neves (PSDB), que de forma independente visitou-o no dia 18 de julho na residência do Cardeal.
         Para contextualizar a foto, os administradores da fan page no facebook intitulado “Admiradores da Rachel Sheherazade” escreveram o seguinte título: “Líder Católico Cardeal Oroni (sic) Tempesta pede aos católicos de todo o Brasil apoiar Marina”, seguido da frase, “Não (sic) é fato deles apoiarem o casamento gay nas igrejas ou aborto, isso é direito deles,  democracia é isso, mas pelo fato de ser um partido corrupto ao extremo. Vamos juntos com Marina pra tirar essa ditadura fora do poder”.



         Na imagem vê-se Dom Orani acompanhando a candidata Marina Silva em um corredor, e na outra imagem está o vice Beto Albuquerque (à esq.), o Cardeal Tempesta e Marina Silva na sacada do Palácio São Joaquim, que fica  localizado na Glória, Zona Sul do Rio. A imagem postada no sábado (13) já tem mais de 7 mil compartilhamentos.
          Faz-se necessário esclarecer que o Cardeal Dom Orani João Tempesta, não apoiou nenhum candidato ao cargo público, sejam eles Deputados, Senadores ou Presidenciáveis. Sua postura em relação à política sempre baseou-se na Doutrina Social da Igreja, não à toa nos mês de julho Dom Orani escreveu acerca do tema e disse: “sobre a questão ‘Igreja e Política’, importa [...] nos debruçarmos sobre as bases da Doutrina Social da Igreja”, ou seja, os católicos devem esforçar-se em escolher os seus candidatos sob a perspectiva da Doutrina Social da Igreja. Para isso, nosso Pastor, Orani João, nos deixa muito livres para escolhermos os candidatos de nossa preferência, sempre levando em consideração os ensinamentos da Igreja.

Rodrigo Stankevicz, 28 anos, Universitário e Blogueiro católico.
Postar um comentário