20 de janeiro de 2010

Amor puro


De onde vem o puro amor?
Vem dos olhos da amada
Sua beleza causa-me pavor
Seus lábios tem sabor de pessegada
Doces como favo de mel
Seu rosto obra de um artista
No coração provoca fogaréu
Você é inquietação para o desenhista
Rosto com pele de maçã
Formoso como uma flor-de-lis
Revestida com pele de avelã
Ao longe vejo as curvas de seus quadris
Que forma um corpo de violão
Seus seios são delicados
Protegem o coração
O umbigo é recatado
Mãos singelas de uma princesinha
Ao me tocarem causa-me arrepio
São lindos os pés numa rasterinha
Seus abraços protegem do frio
E o coração quando vai entregar?
Ao seu encontro corre a felicidade
E o amado corre junto para te amar
E selar esse amor até a eternidade

Rodrigo Stankevicz

Graça e Paz, xP.
Postar um comentário