9 de maio de 2010

Mirante



Do topo das Ruínas
Vê-se a beleza infinda – Cidade!
Mais que isso, uma elegância.
A queridinha do Brasil – Maravilhosa!

Do topo das Ruínas
Contempla-se um postal – Pão!
Obra-prima da natureza,
Doçura para os olhos – Açúcar!

Do topo das Ruínas
Abençoa-nos ao longo, ao alto – Cristo!
Mãos humanas no divino,
Profano versus Sagrado – Redentor!

Do topo das Ruínas
Partidas e chegadas – Santos!
Destinos se encontram,
Nos pássaros metálicos – Dummond!

Do topo das Ruínas
Uma prece elevada aos céus – Catedral!
Do cone emana orações,
Sede de São Sebastião – Metropolitana!

Graça e Paz, xP.

Rodrio Stankevicz
Postar um comentário