20 de fevereiro de 2010

Pétalas


Senti teu amor ferir-me mortalmente
Num conjunto de flechas vivas flamenjantes
Esse amor agora queima, arde, vive

Fui deposto pelo seu amor
Seu dardo inflamado foi certeiro
Estou entregue a paixão
Meu sangue verte pelo corpo

Ao chão sem forças, desfalecido
Eu vi, não eram flechas
Eram rosas, não era sangue
Eram pétalas espalhadas sobre mim

Entre mim e você não há mais distância
Existe apenas um caminho de pétalas e rosas
Entre mim e você não há mais feridas
Existe apenas uma cura e amor cálido

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário