28 de novembro de 2009

Súplica do amor


Seus lábios doce como mel.
Provoca delírio em minha emoção.
Sem ti a vida é amarga como fel,
Sua ausência fere meu coração.

Sua presença explica o que é o amor,
Seu simples olhar ensinar-me a amar.
Seu caminho afasta todo resquício de dor,
E seu terno afago leva-me a sonhar.

Sem você sou obra inacabada,
Meu coração bateria inutilmente.
É como o amado longe da amada,
Que vive por aí, vagando loucamente.

O amor é mais que tudo,
Supera tempo, espaço, lugar.
Sem ele o universo é mudo,
É monótono, sem onde habitar.

O amor não é mudo,
Ele vem te suplicar.
Para mim, você é tudo,
E eu te peço para voltar...

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz.
Postar um comentário