3 de outubro de 2012

Ano da Fé

"Saiu o semeador a semear sua semente." São Lucas 8, 5
Lançou suas preciosas sementes em toda sorte de solo.
         A semente caiu em terra boa, nasceu, cresceu e, em plena juventude morreu... Disseram que a pobrezinha, de um tempo para cá, não tinha sido mais regada, o canteiro encheu-se de ervas daninhas, ninguém as tirou, a terra árida secou suas raízes, ela morreu!
Esse tipo de semente te m um mecanismo interessante, caso a terra novamente seja irrigada e cultivada, a semente volta a vida. Nesta seara ainda há esperança de todos verem os frutos desta semeadura...

          Muitos jovens que louvavam, adoravam e juravam não abandonar o Senhor, encontram-se como a semente citada. Atualmente vivem a mercê de seus próprios prazeres, distante dos sacramentos e da Igreja, deixaram-se envolver por vãs filosofias, optaram por não mais ouvir o Divino Semeador, para seguir falsos mestres.
          Hoje seus caminhos são incertos, cheios de dúvidas, o coração inquieto deseja o infinito, nada os preenchem, o vazio é latente no cair da noite e na solidão.
          Porém, a esperança continua a habitar os corações daqueles que crêem. Esta sementinha chamada Fé nos surpreenderá, nos presenteando com uma árvore frondosa e frutos cem por um.

"Creia e verás a gloria de Deus." Jo 11, 40

2012-2013 - ANO DA FÉ

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário