14 de setembro de 2011

Estação das flores



Abra a janela, vem ver
Do vilarejo mandam avisar
As flores estão a nascer
E no pátio crianças a brincar

O céu cinzento foge à luz
Os bosques estão ganhando cores
O rio, águas límpidas, conduz
A nova estação nos agrada com flores

Na varanda uma mãe a amamentar
Seu hóspede, o sol, entrou por uma fresta
Um novo tempo está a se movimentar
O frio do inverno passou, agora é festa

As horas são ditas pelos sinos da Catedral
Que nos convocam a uma breve oração
Avós cuidam de seus netos com instinto natural
Os ventos arejam a casa do coração

Na praia gritam: valeu a pena esperar!
Ao longe, a barca está cheia de peixes
A felicidade convida-nos a banquetear
Irrigamos com lágrimas, sorrindo colhemos os feixes.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário