9 de fevereiro de 2010

Mistérios


Há um mistério atrás daquele olhar
Me convidando para o desvendar
Passos firmes, atitudes convictas; audaz
Mulheres gostam de mistérios, trazem-nas paz

Não um enigma exacerbado
Algo que deixe-se ser revelado
Um descobrir com morosidade
Semelhante as ânsias da saudade

Tudo que vem pronto é chato
O ser humano não quer tudo exato
A incógnita faz parte da vida
A própria vida está escondida

É a possibilidade maliciosa da inocência
O amor desnudado com paciência
Tudo hoje, e amanhã quer mais
É a solidão acompanhada com os demais

Óculos escuros não os deixam mais brilhar
Nem mais a claridade pode os olhos penetrar
Enfim, a ignorante inteligência da razão
Se rende aos presságios da emoção.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário