4 de julho de 2009

A Verdade



Uma história marcada pela fragilidade,
um coração ferido ao longo da trajetória.
As relações ultrajadas pela impessoalidade,
Causas de uma personalidade migratória.

O vazio preenchido com a ilusão,
A insegurança justificada pela inerte.
O semblante sem nenhuma vibração,
Aponta o conceito que não converte.

A revolta em busca do diferente,
é o cativo anseando a liberdade.
A esperança está na alma contente,
a restauração se acha na intimidade.

A felicidade condicionada ao prazer,
e o momento vale mais que a eternidade.
O espírito humano deseja um único querer,
Na condição humana alcançar a imortalidade.

Com a sabedoria terrena se frustrarm,
Não chegaram ao conhecimento da verdade.
Deus se encontra com pureza de coração,
E com o silêncio da nossa veracidade.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz.
Postar um comentário