26 de fevereiro de 2010

Adeus


Não deixe de usar All Star vermelho
Muito menos rasterinha
Cabelos ao vento, e nunca
Esqueça que um dia você foi minha

Nossas almas desencontraram
Num abismo de dor
Hoje resta-me ir em busca da felicidade
Em outros caminhos do amor

Abraçarei e beijarei você em muitas
Até as lembranças se apagarem
Até lá o vestido marrom florido
Arrancará muitas lágrimas a me machurarem

Cheiro de bebê, Olhos negros, cabelos encaracolados
Junto com seu gênio fizeram-me lutar
Mas você aconselhou-me desistir
Pois desaprendeu a me amar

Nunca mais é muito longe
Eu quero, mas não posso te ver
Vou deletar as lembranças com outras
Ter ver, e não te ter, me faz sofrer

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário