4 de agosto de 2011

Sacerdos


*A todos os sacerdotes no dia de São João Maria Vianney

Semente do amor germinada na montanha,
Voz amorosa que se alastra, se derrama; voz toda.
O iníquo banha-se nas cascatas da misericórdia,
É o dom de recolher o cisco do canto das almas.

O impetuoso desce in persona e doa Christi.
Milagre visível-invisível:
Nas mãos floresce o fruto da graça.

Ouvi vós: Cura d’ Ars, o patrono,
Beijaria suas mãos à dum anjo.
Eleve-se com os anjos nas alturas,
Glorifique com os Arcanjos às alturas.

Seu serviço continua a redenção.
Todo amor: num ato diviniza e é divinizado.
Bendito com sinal benze: torna bento.

Sua fraqueza não limita a graça,
Força posta no que não passa.
No altar, seu eterno ofício,
Antecipa o céu a nós.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz

* Dia do Padre
Postar um comentário