1 de abril de 2010

Poema da Criação


O Universo é uma poesia de Deus,
Mas não é por sua infinitude que é a obra-prima.
O ser humano é a obra-prima do Criador.
O ser humano é o título do poema.
O ser humano é o refrão da poesia.

Pássaros são acentos,
Peixes são vírgulas e pontos,
A baleia é um travessão,
O mar, o céu, as florestas, os desertos,
As terras são todos papéis
A serem escritos pelas mãos do Poeta da Vida.

Árvores, montanhas, dunas, morros, penhascos,
Rios, açudes, riachos, cachoeiras fazem
Parte do alfabeto do Criador.
Observe o Pão de açúcar que lindo verso, junto com

Os versos que se formam nas cascatas do Foz do Iguaçu.
Os lençois Maranhenses, a Chapada Diamantina,
A pororoca do Rio Negro, que maravilhoso terceto
Moldados pelo artista Supremo.
O canto do canário, do bem-te-vi,
Do sabiá um espetáculoso Ode.
Quanta poesia, quanta perfeição,
Esse poema se estende galáxia afora.
Todas as paisagens são poesias
Que com sua ordem e a harmonia (métrica)
Formam um majestoso poema.

Graça e Paz, xP.

Rodrigo Stankevicz
Postar um comentário